Casa Cerro da Correia

Manteigas, Guarda (Región Centro y Duero Sur, Portugal)

Casa Cerro da Correia para 8 personas en Manteigas

Casa Cerro da Correia

Manteigas, Guarda (Región Centro y Duero Sur, Portugal)

10.0 Excelente 

persona y noche (aprox.)
Personas
Tipo
20.62 €
8
Alquiler completo
10 Nota media
Alquiler completo
Personas 8
Bienvenido a la Casa Cerro da Correia.
Este establecimiento (36934 / AL) está situado a 3 km del pueblo de Manteigas, en el Parque Natural Serra da Estrela, y cuenta con una vista única del Valle Glaciar del Zêzere.
Todas las habitaciones tienen calefacción. En el exterior hay un patio para cenar al aire libre y los jardines se extienden hasta el bosque de pinos, donde se puede practicar senderismo o hacer picnic. Casa Cerro Correa tiene un huerto con productos de la agricultura de montaña.
 

Casa Cerro da Correia (Propietario)

Habla Francés, Inglés, Portugués, Español

Contactar con el propietario

Sobre el propietario y el alojamiento Leer más

Sobre Casa Cerro da Correia

Casa Cerro da Correia compró este alojamiento en 2016.

Com uma vista única sobre o Vale Glaciar do Zêzere a Casa Cerro da Correia é um alojamento local (36934/AL), sossegado, em pleno Parque Natural da Serra da Estrela.

A casa foi construída em 1953 pelos nossos avós, José Maria Direito e Elvira Direito, como casa de férias.

Localizada a 900 metros de altitude a casa tem 4 quartos, cozinha equipada, 2 salas e 2 casas de banho. No exterior há um pátio, para refeições ao ar livre, e os jardins que se prolongam até ao pinhal onde pode descansar, fazer caminhadas ou piqueniques.

A ligação da Casa Cerro da Correia à natureza também se faz através de de um jovem pomar e de uma horta com produtos típicos da agricultura de montanha.

Razones para venir

Lugar de tranquilidad, con una vista única. Posee excelentes condiciones para unos días de descanso en la naturaleza.

Lo mejor

Tranquilidad.
Vista.
Posicionamento.
Pureza del aire.
Comodidades de la casa.
Jardín.
Pátio.
Huerto biológico.
Conforto.
Pet friendly.
Habitaciones acogedoras.

(ocultar)

Características

  • Exterior: Jardín,  Barbacoa,  Huerta,  Terraza,  Muebles de jardín. 
  • Interior: Colección de juegos,  Lavadora,  Microondas,  Calefacción,  Lavavajillas,  Comedor,  Cocina,  Baño compartido,  Chimenea,  Televisión,  Biblioteca,  Sala de estar,  Zona de aparcamiento,  Abierto en Nochevieja. 
  • Servicios: Acceso internet,  Admite animales,  Paseos con guía,  Se sirven comidas,  Se sirven cenas,  Actividades para niños,  Granja,  WiFi gratis,  Agroturismo. 
  • Situación: Montaña,  Acceso asfaltado,  Afueras del casco urbano,  Cerca de pistas de esquí,  Zona de baño interior (ríos, embalses, etc.). 
Bienvenido a la Casa Cerro da Correia.
Este establecimiento (36934 / AL) está situado a 3 km del pueblo de Manteigas, en el Parque Natural Serra da Estrela, y cuenta con una vista única del Valle Glaciar del Zêzere.
Todas las habitaciones tienen calefacción. En el exterior hay un patio para cenar al aire libre y los jardines se extienden hasta el bosque de pinos, donde se puede practicar senderismo o hacer picnic. Casa Cerro Correa tiene un huerto con productos de la agricultura de montaña.

(ocultar) Leer más

Actividades

  • Tierra: Bicicleta de montaña - BTT,  Esquí,  Montañismo,  Rutas a caballo,  Rutas gastronómicas,  Senderismo - trekking,  Supervivencia,  Enoturismo. 
  • Agua: Piragüismo,  Rutas en barco,  Rappel,  Pesca. 
  • Aire: Ala Delta,  Parapente. 
  • Talleres: Cursos y talleres,  Fotografía,  Observación de fauna y flora. 
10.0 / 10 Excelente

Basado en las opinión de los últimos 24 meses


Valoración por categorías

Limpieza
10.0 Muy bueno
Trato del propietario
10.0 Muy bueno
Entorno
10.0 Muy bueno
Equipamiento
10.0 Muy bueno
Relación calidad/precio
10.0 Muy bueno
Calidad del sueño
10.0 Muy bueno







Excelente opción

10 / 10
Casa Cerro Correa - 12/28/2016 hasta 01/02/2017
La pareja que nos recibió fue excepcionalmente amable y servicial.
La casa es muy cálido y agradable, tiene una magnífica vista del valle glacial y los paisajes de cortar la respiración.
Recomiendo encarecidamente!
Bien-Que se haga, Agnes y Michael. Volveremos muchas veces más seguro.
 

Grupo de amigos Fecha de estancia: 2016-12-28 Fecha de opinión: 2017-03-13

Respuesta del propietario
Obrigado Diogo pelas simpáticas palavras.
Esperamos poder vir a recebê-lo novamente em breve.
Inês e Miguel

Cuando quieres alojarte

Pon tus fechas para ver la disponibilidad

Ups! parece que ha habido un error y no es posible reservar online en estos momentos. Contacta directamente con el propietario.
Vaya, las fechas que has elegido no están disponibles. ¿Buscamos otras?
Este alojamiento no acepta reservas para el mismo día. El tiempo mínimo requerido, para realizar la reserva, es de 24h a partir del día de hoy.
Ocultar calendarios
  DO LU MA MI JU VI SA DO LU MA MI JU VI SA DO LU MA MI JU VI SA
8: Casa Cerro da Co... 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 1 2 3 4 5 6 7 8 9

Calendario actualizado el 2017-08-12  Libre  Fin de semana  Ocupado


Disponible

No disponible

Ofertas disponibles (1)

  • 26 a 31 de Agosto

(ocultar) Ver detalles

26 a 31 de Agosto
100 EUR / Noche.
Precios especiales para estancias superiores a 5 noches.

Válido hasta 2017-08-31

Más información

Cantidad de la reserva:
50.0  %
Resto del pago:
Antes de la llegada 
Formas de pago:
Transferencia bancaria ,   PayPal ,   En efectivo  
Tenemos precios distintos por ocupación menor a la capacidad estándar.
Durante el fin de semana, la estancia mínima es de dos noches.
Por favor contacte.
10.0 / 10 Excelente

Basado en las opinión de los últimos 24 meses

Cerro da Correia - 6260-033 ManteigasManteigas (GuardaRegión Centro y Duero Sur)

Mapa Mapa | Calcular ruta Calcular ruta

Indicaciones del propietario

https://casacerrodacorreia.pt/info/como-chegar/

Inserir
Casa Cerro da Correia 
en Google Maps

Lugares de interés

  • a 3 km: Centro de Manteigas 
    Historicamente, Manteigas terá nascido oficialmente entre 1186 e 1188. Ainda que o seu certificado de nascimento – carta de foral concedida por D. Sancho I – se tenha perdido no tempo, não existe qualquer dúvida quanto à promulgação de tal diploma, pois o Foral de 1514, aquele que é o foral que o município guarda, faz referência expressa à existência de um foral outorgado por D. Sancho I. Sobre o passado da vila de Manteigas muito há a dizer, embora alguns pormenores, fruto de conjeturas, mereçam algumas reservas. Ainda assim, existem aspetos interessantíssimos sobre os quais nos propomos refletir. A primeira observação incide precisamente sobre a origem do nome da vila de Manteigas, onde as opiniões se apresentam bastante divergentes. Uma das versões associa o vocábulo ao plural de manteiga, derivado do latim nattalica-nato, uma vez que em tempos remotos este local seria abundante em gado ovino fazendo-se aqui boas manteigas «era antigamente lugar muito abundante de vacas, onde se faziam boas manteigas, de que tomou o nome» (Chorografia Portugueza e Descripçam Topográfica do Famoso Reyno de Portugal, Padre António Carvalho da Costa, 1706-1712 Sobre esta questão também é feita a associação do topónimo à palavra manteca, que significa ‘manta pequena’, teoria por vezes rejeitada se a relacionarmos com as capas dos pastores que sempre foram compridas. Do ponto de vista toponímico, há ainda uma outra versão para a origem do nome da vila: a de que de substantivo comum manteigas tenha passado a nome de pessoa. Dona Urraca Nunes Manteiga aparece como antropónimo em 1258 ligado ao concelho de Guimarães, citada por José Pedro Machado e José Mattoso que encontrou este nome em mais de dez porções de terra no mesmo concelho, onde Dona Urraca Manteigas seria proprietária. Um antropónimo deste tipo pode muito bem ter passado a nome de lugar. A presença de diversos portadores deste nome poderá explicar o plural de manteigas. Os casos de nomes de pessoas que deram nome a povoações são numerosos por todo o lado e não é de estranhar que o sobrenome de grupo familiar que se tenha estabelecido neste lugar tivesse vindo a originar a expressão “o lugar dos manteigas”. Ao chegar, aproveite para visitar o Centro Histórico, o património religioso, o Viveiro das Trutas e o CIVGLAZ – Centro Interpretativo do Vale Glaciar do Zêzere.
  • a 40 km: Torre 
    A Torre é o ponto de maior altitude da Serra da Estrela e também de Portugal Continental, e o segundo mais elevado de Portugal (apenas a Montanha do Pico, nos Açores, tem maior altitude, com 2351 metros). Este ponto não é um cume característico de montanha, mas sim o ponto mais alto de uma serra. A Torre tem a característica incomum de ser um topo acessível por uma estrada pavimentada, no fim da qual há uma rotunda com um monumento simbólico da Torre, existindo também um marco geodésico. Diz-se, embora tal não seja confirmado, que o rei D. João VI teria no início do século XIX mandado erigir aqui um monumento em pedra, de modo a completar a altitude até chegar aos 2000 metros. O ponto situa-se no limite das freguesias de Unhais da Serra (Covilhã), São Pedro (Manteigas), Loriga (Seia) e Alvoco da Serra (Seia), sendo, por isso, pertença de três municípios: Covilhã, Manteigas e Seia. A Torre também dá o nome à localidade onde está situada, a parte mais elevada da serra. A altitude da Torre é de 1993 metros, conforme acertos introduzidos por medições realizadas pelo Instituto Geográfico do Exército. Precisamente no ponto mais elevado foi construída um marco geodésico homónimo, que assinala o ponto mais elevado da Serra da Estrela. A Torre é famosa pela queda de neve durante os meses de inverno, atraindo um grande número de turistas. Durante o verão, em dias claros a vista pode abranger até ao mar. No local há um restaurante e lojas com produtos típicos da região, como o queijo da Serra da Estrela e funciona a Estância de Esqui da Serra da Estrela.
  • a 14 km: Poço do Inferno 
    POÇO DO INFERNO Este é um dos locais mas bonitos de toda a Serra da Estrela. O Poço do Inferno tal como o próprio nome indica é um poço, ou uma pequena lagoa em plena Serra da Estrela resultante de uma queda de água com cerca de 10 metros de altura, formada pelas águas da Ribeira de Leandres. Situado no coração da Serra a 1080 metros de altitude, as águas são geladas, e que nos Invernos mais rigorosos, chega mesmo a transformar-se em gelo. O curso das águas da Ribeira de Leandres percorre os mantos graníticos, bem característicos da Beira e encontra uma barreira natural feita de rocha endurecida pelo metamorfismo de contacto, criando esta cascata digna de registo.
  • a 14 km: Covão da Ametade 
    O rio Zêzere nasce pouco abaixo da Torre, precipita-se por entre as paredes íngremes dos Cântaros e começa a ganhar forma no Covão da Ametade, onde se passeia com sobeja vaidade, como que preparando-se para engrossar o caudal para depois o depositar, com toda a sua força, no rio Tejo. Deixando o Covão da Ametade, o rio Zêzere irrompe pelo Vale Glaciário e percorre 248km por entre vales de abundante fertilidade, até desaguar no rio Tejo, em Constância. Com mais de 10 km de extensão, o Vale Glaciar do Zêzere apresenta-se bem moldado, em forma de «U», expurgando água por todos os seus poros. Após cerca de 1 km percorrido na EN 338, o percurso sai à esquerda descendo para o fundo do vale por um carreiro estreito, acompanhando de perto o Zêzere, na sua margem direita até o atravessar para se dirigir por um estradão na sua margem esquerda até ao centro de Manteigas. Local de extrema beleza, é ideal para repousar ou desfrutar de uma refeição ao ar livre.
  • a 6 km: Covão da Ponte 
    O Covão da Ponte está situado a 960m de altitude por onde corre o Rio Mondego na fase inicial do seu percurso. Neste cenário, ocorre uma grande diversidade de espécies de flora e fauna que contribuem para o valor cénico e recreativo do local. Aqui pode refrescar-se tomando um banho no Mondego, descansar na relva ou fazer uma refeição ao ar livre.
  • a 12 km: Penhas Douradas 
    Penhas Douradas (assim designado devido à formação geológica aqui existente) está situado a cerca de 1.300 metros de altitude, destacando-se pelos seus chalets e pela vista sobre o Vale Glaciar do rio Zêzere. Foi aqui, na Serra da Estrela, que surgiu a primeira estância de turismo de montanha de Portugal e é considerada uma das regiões mais frias do país. A paisagem é dominada por grandes blocos graníticos. A vegetação é composta por bosques de pinheiro-silvestre ou pinheiro-de-casquinha (Pinus sylvestris). Perto das Penhas Douradas fica a barragem do Vale de Rossim, que se destina ao aproveitamento hidroeléctrico e a atividades náuticas, praticadas nomeadamente no Verão. Sousa Martins (médico que se notabilizou no combate à tuberculose), na sequência da expedição científica realizada em 1880 pela Sociedade de Geografia de Lisboa, considerou as Penhas Douradas o lugar mais saudável do país, graças ao seu ar puro e fresco. Local de extrema beleza, no inverno e quando há queda de neve, pode aqui levar as suas crianças para que com ela brinquem. Um pouco mais acima pode visitar o Fragão do Corvo, de onde pode ter uma vista ímpar sobre a vila de Manteigas e o Vale Glaciário do Zêzere, bem como sobre a cidade da Guarda e as serras de Peña de Francia, Béjar e Gredos, em Espanha.
  • a 13 km: Fragão do Corvo 
    O Miradouro do Fragão do Corvo, situado próximo das Penhas Douradas, a uma altitude de cerca de 1450 metros, proporciona uma das mais belíssimas vistas e um dos mais deslumbrantes panoramas da Serra da Estrela. Deste ponto é possível obter uma vista abrangente sobre a vila de Manteigas e o vale glaciário do Zêzere, bem como sobre a cidade da Guarda e as serras de Peña de Francia, Béjar e Gredos, em Espanha. É daqui que se deve ver o nascer do sol na Serra, quando o céu clareia e toma cores avermelhadas, cinzentas, conforme cada dia, e sempre diferente. A beleza da paisagem é indescritível e as neblinas marcam os vales de branco entre os cinzentos das serras. Toda esta paisagem fica vermelha e verde no Outono, porque a floresta mista é composta de árvores folhosas que ficam encarnadas e de coníferas que se mantêm sempre verdes. O Inverno é muito rigoroso nas Penhas Douradas, mas fica tudo branco, como se a neve pintasse uma faixa redonda sobre as fragas arredondadas e deixasse manchas sobre os ramos e as agulhas dos abetos.
  • a 10 km: Relva da Reboleira 
    A cerca de 5 quilómetros de Manteigas, na Freguesia de Sameiro, encontra-se a Praia Fluvial da Relva da Reboleira, um espaço de lazer banhado pelas águas frescas e límpidas do rio Zêzere. Verde é a cor predominante deste espaço. No local há ainda um parque de campismo, parque de merendas e uma pista sintética de ski/snowboard. Aqui pode tomar banhos de sol, nadar no Zêzere e tomar refeições ao ar livre.

20.62 € persona y noche (aprox.)

¡Haz ya tu reserva online!

Contactar con el propietario

Contacta sin compromiso


Casa Cerro da Correia

  • En Toprural desde 2017-02-23
  • Con licencia en turismo
  • (Nº de licencia 36934 / AL)

* Campos obligatorios

Contactar con el propietario