Retiro da Avó Lidia

Casa rural (habitaciones)

Retiro da Avó Lidia

  • Con licencia oficial
  • Casa de Campo  - 
  • Nº oficial 45/2011

1 - 10 plazas  - 37,5€ / persona y noche (aprox.)

Rua das Balseiras, nº19 - 2480-215 Mendiga

Mendiga, Leiria (Lisboa y Valle del Tajo, Portugal)

Teléfonos (00351) 933 711 640 - 938 444 602
No olvides mencionar que has visto esta casa en

Capacidad y precios

  • Quarto charme: 1 Habitación doble, Baño  Mostrar precios
  • Quarto charme: 1 Habitación doble, Baño  Mostrar precios
  • Quarto Refúgio: 1 Habitación doble, Baño  Mostrar precios
  • Quarto refúgio: 1 Habitación doble, Baño  Mostrar precios
  • 1 Habitación individual
  • 1 Habitación individual

Características

  • Exterior: Jardín,  Barbacoa,  Huerta,  Muebles de jardín,  Zona de aparcamiento. 
  • Interior: Aire acondicionado,  Lavadora,  Microondas,  Lavavajillas,  Comedor,  Baño en habitación,  Cocina,  Baño compartido,  Chimenea,  Televisión,  Sala de estar. 
  • Servicios: Acceso internet,  Admite animales,  Se sirven desayunos,  Cuna disponible,  Documentación sobre la zona,  Se sirven comidas,  Se sirven cenas,  Granja,  WiFi gratis. 
  • Idiomas: Inglés,  Portugués,  Español. 
  • Situación: Cerca de la playa,  Montaña,  Acceso asfaltado,  Afueras del casco urbano. 
 

Actividades

  • Tierra: Bicicleta de montaña - BTT,  Multiaventura,  Rutas a caballo,  Rutas gastronómicas,  Senderismo - trekking,  Enoturismo. 
  • Agua: Buceo,  Piragüismo,  Rutas en barco,  Pesca. 
  • Talleres: Cursos y talleres,  Fotografía,  Observación de fauna y flora. 
Passeio de Burro:

Por toda a Península Ibérica, o burro serviu para fazer a venda porta a porta de legumes, frutas , queijos e transporte de carga (lenha, cereais, entre outros). Em Portugal esta situação era muito frequente até aos anos setenta, deixando-se de observar porque estes foram substituídos por máquinas agrícolas.
Ponto de Encontro: Retiro da avó Lídia no dia 11 de Junho às 16H, passeio de burro e de carroça.
Percurso fácil, aproximadamente: 3kms, com duração de aproximadamente 4 Horas, com pausas pelo meio.
Os burros são acima de tudo nossos companheiros, temos que saber respeitar a sua capacidade de carga e o esforço despendido em cada passeio, por isso quando tiverem um pouco cansados, a progressão faz-se a pé, com o burro á arreata, além disso eles também podem transportar as nossas mochilas e as máquinas fotográficas. 
Oferta de chá/café a meio do percurso.
Preço: 15€ por criança e 5€ por adulto (com seguro incluído) que acompanha a criança e também pode andar de carroça.

Grão ao Pão:
Ponto de Encontro no Retiro da avó Lídia as 14:30H. Segue-se uma caminhada de aproximadamente 500 m até à Moagem da aldeia, visita guiada pelo edifício. Após a visita à moagem, fabrico de pão caseiro pelos participantes, aquecimento do forno e cozedura do pão.
Lanche incluído.

Cheiro a Alecrim e Rosmaninho: Stos Populares
As fogeiras dos stos populares fazem parte da antiga tradição pagã de celebrar o solstício de verão. Uma lenda católica cristianizando a fogueira pagã afirma que o antigo costume de acender fogueiras no começo do verão europeu tinha suas raízes em um acordo feito pelas primas Maria e Isabel. Para avisar Maria sobre o nascimento de São João Batista e assim ter seu auxílio após o parto, Isabel teria de acender uma fogueira sobre um monte.
As fogueiras dos santos populares têm significados milenares: proteção contra maus espíritos, purificação, agradecimento e homenagem aos santos da Festa(Santo Antônio, São João e São Pedro Santo Antônio).
Sábado dia 25 de Junho:
Ponto de Encontro: Retiro da avó Lídia às 17H, Caminhada até à serra da Mendiga, apanha de alecrim. Percurso de dificuldade média com aproximadamente 2Kms.
Fornecimento de bebidas frescas a meio do percurso.
Jantar não incluído.

Passeio a Cavalo
 
O passeio será pelos caminhos rurais da serra, onde pode observar a envolvente paisagística característica do Parque Natural de Serra D’aire e Candeeiros. Os participantes não precisam de ter qualquer formação ou experiência equestre, basta ter vontade e serão acompanhados por um guia experiente e credenciado que acompanha todo o percurso.
Programa do dia 18:
Ponto de encontro: Retiro da avó Lídia às 14H, a actividade realiza-se no Centro Hípico de Alcaria às 16H, passeio a cavalo por trilhos da Serra D'aire, com duração de 1 hora.
Preço do programa para dois participantes: 125€, que inclui estadia de uma noite no Retiro da avó Lídia com pequeno almoço, e passeio a cavalo.
Inscrições: até dia 15 de Junho.
Idade Mínima: 10 anos
Preço por passeio sem estadia: 30€ por participante.
Os preços incluem seguro.

Outras Actividades: Provas de Vinhos, Caminhadas Interpretativas, Passeio com Pastor, Observação de Aves, Lanche nos Telhados de água com prova de Chás de plantas autóctones, entre outros.

Lugares de interés

  • Ventas do Diabo 
  • igreja  (a 1 km)
    A antiga Igreja Matriz, demolida na década de 70, tinha azulejos da fábrica do Juncal, cujas figuras estavam furadas por tiros disparados pelos franceses, aquando das invasões. A actual Igreja foi inaugurada em 1968, em honra de S. Julião, orago desta freguesia.
  • Cruzeiro  (a 1 km)
    Cruzeiro – Mendiga Situado junto ao Fontenário, o Cruzeiro da Mendiga data, segundo António Cacela, de 1890. O Cruzeiro de pedra calcária assenta em base rectangular e possui uma coluna quadrangular com frisos salientes.
  • Telhados de água/Parque de Merendas  (a 1 km)
    Telhados de água da Mendiga/Parque Manuel Baptista Amado Uma obra de conteúdos didácticos e objectivos práticos, Telhados de Água destina-se à população de Mendiga mas também a todos os apaixonados pelo ambiente. O espaço recreativo circundante permite passar momentos de lazer em convívio com a natureza.
  • Parque natural Serra Daire e Candeeiros  (a 1 km)
    Criado em 1979, o PNSAC apresenta um conjunto importante de habitats naturais. Um misto de fauna, flora, solos e subsolos característicos que merecem ser preservados. O parque surge também como um local privilegiado para a prática de turismo de natureza. Por entre rochas, grutas, plantas, animais e lagos, tudo se pode encontrar nestes 38.900 hectares divididos pelos concelhos de Porto de Mós, Alcobaça, Alcanena, Rio Maior, Santarém, Torres Novas e Ourém. A ocidente estende-se a Serra dos Candeeiros e a leste a Serra d’Aire. A natureza do solo do maciço calcário é propícia à existência de formações cársicas raras como algares, poldjes, campos de lapiás ou vales. O parque contém ainda vários rios subterrâneos que originam galerias e pequenas grutas. O parque apresenta 19 habitats naturais, havendo cinco mais importantes: charcos temporários mediterrâneos; prados calcários cársicos; formações herbáceas secas semi-naturais e fácies arbustivos calcários; subestepes de gramíneas e anuais e rochas calcárias nuas. De entre as espécies vegetais destacam-se o carvalho, a azinheira, o rosmaninho, o alecrim, a cornalheira, o jasmineiro do monte, a salva-brava, a perpétua-das-areias e a pútega. No que toca à fauna, podemos encontrar morcegos, e a gralha-de-bico-vermelho, por exemplo. Ao percorrer o parque encontramos outros elementos naturais como as Salinas da Fonte da Bica (Rio Maior), os olhos de Água (Alcanena), as lagoas do Arrimal, o poldje de Mira-Minde, a Fórnea, o campo de lapiás de Mendiga, e, por fim, o Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurio (em Ourém). É possível fazer-se bastante turismo natureza, através dos percursos pedestres do PNSAC, ou mesmo praticar-se actividades desportivas e lúdicas no Centro de Actividades ao Ar Livre de Alvados.
  • lagoas  (a 2 km)
    Rodeadas por vegetação autóctone, estas águas criam uma paisagem interessante e convidativa.
  • Arco da Memória  (a 6 km)
    Construído pelos monges de Cister para marcar os coutos doados por D. Afonso Henriques, o arco de 4 metros de altura, 3,62 metros de largura e 103 centímetros de espessura mantém-se até aos nossos dias para testemunhar as divisões administrativas de outrora. O arco de volta perfeita não apresenta decorações, tendo apenas duas inscrições. A primeira, mais antiga, escrita em latim, testemunha a sua criação. Embora já não seja perceptível, há registos que testemunham que esta inscrição refere a criação do arco pelos monges de Alcobaça. Aqui se diz, também, que o arco demarcava os coutos doados por D. Afonso Henriques na sequência da vitória sobre Santarém, em 1147.
  • Grutas  (a 8 km)
    As características do solo da Serra de Aire e Candeeiros permitiram a formação de grutas subterrâneas das quais se destacam as Grutas de Mira de Aire, da Serra de Santo António, de Alvados e a Gruta do Algar do Pena. A juntar a estas, há ainda uma galeria subterrânea perto de Alcobertas. Um património natural a explorar.
  • Castelo de Porto de Mós  (a 12 km)
    Construído sobre escombros de um posto de vigia Romano, o castelo apresenta uma imensa vista sobre a toda a vila, desde a povoação às montanhas que a encerram. Sobreviveu a dois terramotos e vários reis que foram, no entanto, deixando a sua marca, transformando-o numa obra arquitectónica singular. Conquistado aos mouros por D. Afonso Henriques, em 1148, o Castelo teve D. Fuas, o bravo cavaleiro, como seu primeiro alcaide. Primeiramente ampliado pelos árabes, o castelo foi novamente remodelado, já em posse portuguesa por D. Sancho I e completamente restaurado, no século XIII, por D. Dinis. D. Afonso, Marquês de Valença e Conde de Ourém voltou a transformar o monumento, em 1450. O castelo que foi parcialmente destruído por dois terramotos, vindo a ser restaurado em 1940. A sua arquitectura é peculiar, cruzando um estilo quatrocentista com construções de inspiração romana. A sua planta apresenta quatro torreões entre as linhas das cachorradas. Na fachada principal, destaca-se um portal ogival e uma lógia com quatro arcos contra-curvados, abóbada artesoada e capitéis lavrados. As duas torres perfuraram os céus com os seus telhados pontiagudos de cerâmica verde. Das arcadas do castelo avistam-se o Vale do Lena e a Serra dos Candeeiros.
  • Centro de Interpretação de Aljubarrota  (a 18 km)
    A intervenção paisagística realizada em 2007 permite hoje aos visitantes a circulação por todo o terreno, sem cortes ou interrupções, entre o Centro de Interpretação e as “covas de lobo”, passando pela Capela de São Jorge. Possibilita-se um percurso lógico e coerente, de forma a tornar clara e perceptível a leitura do território onde se travou a Batalha de Aljubarrota em 1385.
  • Mosteiro da Batalha  (a 20 km)
    Situa-se na Batalha, Portugal, e foi mandado edificar por D.João I de Portugal como agradecimento à Virgem Maria pela vitória na Batalha de Aljubarrota. Este mosteiro dominicano foi construído ao longo de dois séculos, desde o início em 1386 até cerca de 1517, ao longo do reinado de sete reis de Portugal, embora desde 1388 já ali vivessem os primeiros dominicanos. Exemplo da arquitectura gótica tardia portuguesa, ou estilo manuelino, é considerado património mundial pela UNESCO, e em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das sete maravilhas de Portugal.Em Portugal, o IPPAR ainda classifica-o como Monumento Nacional, desde 1910.
  • Santuário de Fátima  (a 30 km)
    O Santuário de Fátima, localizado na Cova da Iria, freguesia de Fátima (Portugal), é um dos mais importantes santuários marianos do Mundo. Em 1917 (ano da revolução soviética), Jacinta Marto, Francisco Marto e Lúcia de Jesus (conhecidos por "os três pastorinhos"), presenciaram seis aparições de Nossa Senhora nos dias 13, de Maio a Outubro, tendo em Agosto acontecido no dia 19 (alguns autores defendem que foi dia 15). No essencial da mensagem, Nossa Senhora teria pedido que se rezasse o terço todos os dias, conversão, e penitência. Moita Redonda e Lomba de Égua, distando a poucos quilómetros da Cova da Iria, eram os lugares povoados mais próximos. Numa dessas aparições, a Virgem Maria pediu para construírem uma capela naquele lugar, que actualmente é a parte central do Santuário onde está guardada uma imagem de Nossa Senhora. No decorrer dos anos, o Santuário foi sendo expandido até aos dias de hoje, existindo já uma basílica e uma grande igreja, aumentando assim a capacidade de acolhimento de peregrinos em recinto coberto. O Santuário é composto principalmente pela Capelinha das Aparições, o Recinto/Esplanada do Rosário, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário e colunatas, casa de retiros de Nossa Senhora do Carmo e Reitoria, casa de retiros de Nossa Senhora das Dores e albergue para doentes, praça Pio XII e Centro Pastoral Paulo VI, e também a vasta Igreja da Santíssima Trindade, inaugurada a 13 de Outubro de 2007. Destacam-se ainda a Capela do Lausperene (Laus Perene = Louvor Permanente) (onde está permanentemente exposto o Santíssimo Corpo de Cristo na Hóstia Consagrada) e a Capela da Reconciliação, dedicada à celebração do Sacramento da Reconciliação (Confissão).
  • Praias  (a 30 km)
    As praias da nossa região distinguem-se pela excelência da qualidade da água das suas praias, distinguidas com o galardão da Bandeira Azul da Europa e servidas por infra-estruturas modernas e perfeitamente integradas na paisagem.
 

¿Cómo llegar?

Dirección: Rua das Balseiras, nº19 - 2480-215  MendigaPorto de Mós (LeiriaLisboa y Valle del Tajo)


Alojamiento ubicado en la zona turística de  Leiria - Fátima,Estremadura

Calcular ruta


Contacta sin compromiso con Retiro da Avó Lidia

Publicado en Toprural desde 24/mar/2011

dd/mm/aaaa

salida

dd/mm/aaaa

plazas

Los anteriores datos personales serán usados a efectos estadísticos y para invitarte a opinar.

Opiniones de Retiro da Avó Lidia

FAMILIA PLAZA   5 estrellas

Somos una familia española  que ha pasado una semana en El Retiro y queremos felicitar a sus ... ver opinión

Fecha de estancia: 05/ago/2012

  5 estrellas

La casa es muy nueva y limpia, los propietarios muy amables

Fecha de estancia: 20/ago/2011

Ver opiniones en otros idiomas: alemán(1), inglés(1), portugués(9)

Contacta sin compromiso con Retiro da Avó Lidia

dd/mm/aaaa

salida

dd/mm/aaaa

plazas

Los anteriores datos personales serán usados a efectos estadísticos y para invitarte a opinar.

Estadísticas de este alojamiento

Publicado en Toprural desde 24/mar/2011